Recurso interposto em 11 de setembro de 2020 pela Solar Ileias Bompaina AE do Despacho proferido pelo Tribunal Geral (Segunda Secção) em 3 de julho de 2020 no processo T-143/19, Solar Ileias Bompaina/Comissão

(Processo C-429/20 P)

Língua do processo: inglês

Partes

Recorrente: Solar Ileias Bompaina AE (representantes: A. Metaxas, dikigoros, A. Bartosch, Rechtsanwalt)

Outra parte no processo: Comissão Europeia

Pedidos da recorrente

A recorrente conclui pedindo que o Tribunal de Justiça se digne:

anular o despacho recorrido;

declarar o recurso admissível e remeter o processo para o Tribunal Geral.

Fundamentos e principais argumentos

A recorrente invoca dois fundamentos de recurso.

Em primeiro lugar, o Tribunal Geral levou a cabo uma apreciação jurídica errónea dos factos nos quais assenta o recurso, o que conduziu a que o Tribunal tivesse ignorado o conteúdo do pedido apresentado pela recorrente, apesar de ter compreendido perfeitamente o seu conteúdo.

Em segundo lugar, o Tribunal Geral exigiu um nível de prova que é igualmente erróneo.

____________