Direções da Tradução Jurídica

O serviço de tradução jurídica, comum às duas jurisdições (Tribunal de Justiça e Tribunal Geral), é composto por duas direções, entre as quais estão repartidas as unidades linguísticas. Os diretores dirigem os trabalhos de 23 unidades linguísticas (línguas búlgara, espanhola, checa, dinamarquesa, alemã, estónia, grega, inglesa, francesa, croata, italiana, letã, lituana, húngara, maltesa, neerlandesa, polaca, portuguesa, romena, eslovaca, eslovena, finlandesa e sueca).

As traduções do Tribunal são realizadas ao abrigo de um regime linguístico imperativo e incluem todas as combinações das línguas oficiais da União Europeia. O volume anual de páginas de tradução a produzir é atualmente superior a 1 100 000.

Todos os textos a traduzir são textos jurídicos de elevada tecnicidade. Para desempenhar esta função, o serviço apenas recruta juristas que tenham uma formação jurídica completa, bem como conhecimentos aprofundados de pelo menos duas línguas além da sua língua materna.

Para mais informações: