Direção da Interpretação

A interpretação nas audiências do Tribunal de Justiça e do Tribunal Geral é assegurada pela Direção da Interpretação, que conta com cerca de 70 intérpretes permanentes. Quando necessário, recorre também a intérpretes freelance experientes.

As equipas de intérpretes são formadas em função da língua do processo, da língua dos Estados-Membros representados na audiência, das necessidades de interpretação dos juízes e dos eventuais grupos de visitantes.

O número de línguas utilizadas varia assim em função da audiência. A função do intérprete difere da do jurista-linguista.

A função do intérprete difere da do jurista-linguista, já que não consiste em traduzir um texto previamente escrito, mas em transmitir de forma fidedigna e numa língua diferente mensagem de um orador. O intérprete trabalha assim em tempo real, em simbiose com o orador e com os destinatários das alegações.

 

Para mais informações:

Conselhos aos litigantes

Regime linguístico

Todas as informações administrativas destinadas aos auxiliares intérpretes de conferência (AIC)
( en / fr ) estão disponíveis no Webcalendar (clicar no botão «Tribunal de Justiça»)

Contacto: interpret@curia.europa.eu

* Alemão, búlgaro, checo, croata, dinamarquês, espanhol, estónio, finlandês, francês, grego, húngaro, inglês, irlandês, italiano, letão, lituano, maltês, neerlandês, polaco, português, romeno, eslovaco, esloveno e sueco.