Language of document :

Recurso interposto em 20 de fevereiro de 2019 – Boshab/Conselho

(Processo T-111/19)

Língua do processo: francês

Partes

Recorrente: Évariste Boshab (Quinxassa, República Democrática do Congo) (representantes: T. Bontinck, P. De Wolf, M. Forgeois e A. Guillerme, advogados)

Recorrido: Conselho da União Europeia

Pedidos

O recorrente conclui pedindo que o Tribunal Geral se digne:

anular a Decisão (PESC) 2018/1940 do Conselho, de 10 de dezembro de 2018, na medida em que mantém o recorrente no n.° 8 do anexo II da Decisão 2010/788/PESC;

anular o Regulamento de Execução (UE) 2018/1931 do Conselho, de 10 de dezembro de 2018, na medida em que mantém o recorrente no n.° 8 do anexo I-A do Regulamento (CE) n.° 1183/2005;

declarar a ilegalidade das disposições do artigo 3.°, n.° 2, alínea b), da Decisão 2010/788/PESC e do artigo 2.°-B, n.° 1, alínea b), do Regulamento (CE) 1183/2005/CE;

condenar o Conselho nas despesas.

Fundamentos e principais argumentos

O recorrente invoca quatro fundamentos de recurso que são essencialmente iguais ou semelhantes aos invocados no âmbito do processo T-103/19, Mende Omalanga/Conselho.

____________